Pular para o conteúdo principal

As Ciências Sociais e o Processo Histórico, de Lemos Filho

Chegou a hora de estudar um pouco. Neste texto você encontrará um resumo do texto As Ciências Sociais e o Processo Histórico, das páginas 19 à 28.

Fique a vontade:

O objetivo deste texto, "é analisar o processo histórico do aparecimento das Ciências Sociais, isto é, mostrar o momento em que os fenômenos sociais começaram a ser objeto científico e estudar os fatos históricos que propiciaram o surgimento e a formação destas ciências". (p.19)

Na Antiguidade os estudos dos fenômenos sociais eram fragmentários: eram reflexões que os pensadores tomavam como objeto, um fator isolado de conhecimento, ou seja, uma parte da vida social, como a política ou a moral, com perspectiva normativa e finalista.

Na Idade Média os pensadores prendiam-se à discussões metafísicas que justificavam a fé cristã. Os dogmas da Igreja Católica impediam o desenvolvimento da investigação científica. A filosofia nesse período compreendia-se à fonte de preparação da salvação da alma.

Durante o Renascimento a influência teológica perde seu lugar para uma perspectiva que abre a livre discussão para a investigação racional. O novo conhecimento caracterizava-se por objetividade e realismo que definiram a separação nítida do pensamento do passado. Os fenômenos da natureza eram investigados pelo método da experimentação, e a ciência substitui a filosofia, e o mesmo método científico que investigava a natureza também se volta para o mundo da natureza humana e suas relações sociais.

Na Idade Moderna com a criação da sociedade capitalista, os pensadores esforçaram-se em aplicar o método científico para explicar as transformações que ocorreram nessa sociedade, transformações essas que geraram uma crise social na época.

Os fatores intelectuais se explicam pela nova forma de pensar da sociedade, pelo método da razão em substituição a teologia. Pensadores como Maquiavel contribuíram com essa nova forma de pensamento.

Para a formação das Ciências Sociais a Filosofia da História foi responsável por uma nova concepção de sociedade e a distinção entre Estado e Sociedade Civil.

Viagens do Descobrimento e a Revolução Francesa, contribuíram na formação do caráter científico das Ciências Sociais, promoveram o convívio com outras culturas, crises e desordens na organização da sociedade, proporcionando o positivismo (viam a sociedade regida por leis rigorosas).

O surgimento do positivismo, fez com que houvessem crises que provocaram no entendimento das Ciências Humanas e Sociais, pois estas "não possuíam" métodos, leis ou conceitos rígidos que desse para aplicar no entendimento da sociedade, por isso, , elas deveriam seguir o exemplo das “Ciências da Natureza”, que até aquele momento, se consideravam os únicos capazes de explicar o desenvolvimento e as crises da sociedade. Ou seja, houve a necessidade de se desenvolver técnicas racionais para a formação das Ciências Sociais.

Surge então, várias áreas no segmento humano-social, e cada uma delas, especializada em um ramo da vida social. De início elas eram absorvidas pela Sociologia que tornou-se uma ciência da sociedade industrial, com cunho científico e ideológico.

Atualmente, as Ciências Sociais tem objeto de estudo específico e se relacionam mutuamente. Partindo dessas constatações de que maneiras os teóricos clássicos das Ciências Sociais respondem a questão da organização social das relações entre os homens?

Três teóricos são amplamente divulgados devido ao alto teor de suas teorias: Émile Durkheim preocupou-se em estabelecer um método e definir o objeto da sociologia; Max Weber delimita a sociologia dentro da noção de “ação social”, por fim, Karl Marx concebe a organização da sociedade como resultante das relações de produção e toma as relações de classe como objeto próprio da Sociologia.

Até hoje, as propostas defendidas por esses teóricos clássicos tem sido objeto de estudo de muitos outros cientistas sociais, pois apesar de ter ocorrido muitas mudanças no mundo depois deles, como por exemplo, guerras, revoluções, desenvolvimento da tecnologia da informação, e outros, às suas técnicas ainda continuam sendo aplicavéis na explicação da sociedade. Essas mudanças são o objeto de estudo das Ciências Sociais, trazendo questionamentos básicos sobre à nossa existência. Hoje, as Ciências Sociais beneficiam, mas também, mantém uma postura crítica da ideologia dominante, trazendo como conseqüências perseguições e incompreensões. Com isso, o conhecimento renova-se continuamente, não definindo-se como uma ciência definitiva, mas ela tem encontrado o seu lugar no quadro das ciências ao longo de um processo histórico.


Livro Utilizado
LEMOS FILHO, Arnaldo. “As Ciências Sociais e o Processo Histórico” IN: Marcelino, Nelson C. (Org) Introdução às Ciências Sociais. 3ª Ed., Campinas/SP, Papirus, 1989. p. 19 a 28.

Por Zevaldo Luiz

Comentários

Top 5 da Semana

Exercícios de História Antiga: Roma (Ensino Médio)

Sabendo que grande parte dos professores e estudantes buscam pelas soluções dos seus problemas na Internet, resolvi postar neste espaço alguns exercícios retirados de provas de vestibulares. Vale ressaltar que será muito mais importante, o professor modificar os exercícios de acordo com o que foi ensinado na sala de aula. Afinal de contas, cabe ao professor ter o conhecimento da realidade da turma que leciona.
Veja também:
Exercícios de História Antiga: Grécia (Ensino Médio)Exercícios de História Moderna: Grandes Navegações (Ensino Médio)Exercícios de História da América Portuguesa e Espanhola (Ensino Médio)Questões DE ENEM e Vestibular 01. (UFAM – 2009) Tal como a história dos gregos, também a dos romanos começou pelo desenvolvimento de instituições políticas assentadas na cidade e elaboradas em benefício de uma comunidade de homens livres – os cidadãos – proprietários de terras e que reivindicavam a descendência direta dos fundadores de sua pátria. Em ambos os casos, estes cidadãos …

Exercícios de História Antiga - Grécia Clássica (Ensino Médio)

“Respeitemos mesmo as leis injustas para que os maus, tomando isso como exemplo, respeitem no futuro as leis justas, sem pretexto para desobedecê-las”. Sócrates
Sabendo que grande parte dos professores buscam pelas soluções dos seus problemas na Internet, resolvi colocar alguns exercícios neste Blog. Vale ressaltar que será muito mais importante, o professor modificar os exercícios de acordo com o que foi ensinado na sala de aula. Afinal de contas, cada um sabe qual é sua realidade.

Veja também:
Exercícios de História Antiga: Roma (Ensino Médio)Exercícios de História Moderna: Grandes Navegações (Ensino Médio)Exercícios de História da América Portuguesa e Espanhola (Ensino Médio)Questões DE ENEM e Vestibular 1. (FUVEST-SP) “Usamos a riqueza mais como uma oportunidade para agir que como um motivo de vanglória; entre nós não há vergonha na pobreza, mas a maior vergonha é não fazer o possível para evitá-la... olhamos o homem alheio às atividades públicas não como alguém que cuida apenas de seu…

Exercícios de História Medieval: Do Feudalismo à Crise do Século XIV (Ensino Médio)

Sabendo que grande parte dos professores e estudantes buscam pelas soluções dos seus problemas na Internet, resolvi postar neste espaço alguns exercícios retirados de provas de vestibulares. Vale ressaltar que será muito mais importante, o professor modificar os exercícios de acordo com o que foi ensinado na sala de aula. Afinal de contas, cabe ao professor ter o conhecimento da realidade da turma que leciona.
Veja também: Exercícios de História Antiga: Grécia (Ensino Médio)Exercícios de História Antiga: Roma (Ensino Médio)Exercícios de História Moderna: Grandes Navegações (Ensino Médio)
Questões de ENEM e Vestibular
Questão 01. (Fatec-SP) Uma das características a ser reconhecida no feudalismo europeu é:
a) A economia do feudo era dinâmica, estando voltada para o comércio dos feudos vizinhos. b) A sociedade feudal era semelhante ao sistema de castas. c) As relações de produção eram escravocratas. d) Os ideais de honra e fidelidade vieram das instituições dos hunos. e) Os servos estavam preso…

Exercícios de História Moderna - Grandes Navegações (Ensino Médio)

Sabendo que grande parte dos professores buscam pelas soluções dos seus problemas na Internet, resolvi colocar alguns exercícios neste Blog. Vale ressaltar que será muito mais importante, o professor modificar os exercícios de acordo com o que foi ensinado na sala de aula. Afinal de contas, cada um sabe qual é sua realidade.
Veja também:
Exercícios de História Antiga: Roma (Ensino Médio)Exercícios de História Antiga: Grécia (Ensino Médio)Exercícios de História da América Portuguesa e Espanhola (Ensino Médio)Questões DE ENEM e Vestibular 01. (UFAL) Ao contrário dos portugueses, que buscavam atingir as Índias contornando a costa africana, Colombo:
a) concentrou suas navegações na parte Leste, em busca de uma passagem Noroeste para as Índias. b) concentrou suas navegações na parte Norte da América, em busca de uma passagem ao Noroeste para o continente asiático; c) dirigiu-se para o Oeste em busca da passagem Sudeste para o continente asiático; d) Navegou pelo Oceano Atlântico em direção ao Can…

Exercícios de História da América Portuguesa e Espanhola (Ensino Médio)

Sabendo que grande parte dos professores e estudantes buscam pelas soluções dos seus problemas na Internet, resolvi postar neste espaço alguns exercícios retirados de provas de vestibulares. Vale ressaltar que será muito mais importante, o professor modificar os exercícios de acordo com o que foi ensinado na sala de aula. Afinal de contas, cabe ao professor ter o conhecimento da realidade da turma que leciona.

Veja também: Exercícios de História Antiga: Grécia (Ensino Médio)Exercícios de História Antiga: Roma (Ensino Médio)Exercícios de História Moderna: Grandes Navegações (Ensino Médio)Questões DE ENEM e Vestibular
Questão 01 (ENEM 2006) Segundo a explicação mais difundida sobre o povoamento da América, grupos asiáticos teriam chegado a esse continente pelo Estreito de Bering, há 18 mil anos. A partir dessa região, localizada no extremo noroeste do continente americano, esses grupos e seus descendentes teriam migrado, pouco a pouco, para outras áreas, chegando até a porção sul do…