Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Maio, 2010

Tradição do São João do Interior é sufocada por “atrações” milionárias

Fonte: Diário Maragogipano
“São João passou por aí?” Era assim, numa época quando as pessoas faziam questão de comemorar o dia de São João de porta-em-porta. Naquele tempo, o melhor do São João era o contato com as famílias, com os amigos… As mesas fartas eram a base da festa. Cada casa fazia sua canjica, cozinhava seu milho e preparava o seu licor de jenipapo. A fogueira não era vendida, era repartida, o milho era assado no braseiro que se formava enquanto ardente a fogueira iluminava as noites frias e aconchegantes. O Cheiro de fumaça ainda permanece na memória e os olhos ardendo choravam de alegria involuntária por ter ali, em cada lar, uma recepção de rei.  Cada pessoa fazia seu São João, não haviam os “enlatados” de hoje em dia, o forró ainda era comandado por trios que faziam a sonorização da festa com zabumba, triângulo e as sanfonas de oito baixos… claro que quem não tinha como convidar o grupo, usava as Tartecas Linear, com seus vinis com som de pipoca na panela …