Pular para o conteúdo principal

Pesquisadores da UFRB e UNIFACS propõem novos roteiros turísticos no Recôncavo

Caminhos do Recôncavo é o título do documento que sintetiza o Inventário do patrimônio cultural dos municípios de Santo Amaro, Cachoeira e Maragogipe. O documento publicado será lançado em Salvador, dia 17 de abril, às 17 horas, na Secretaria de Turismo e dia 05 de maio, às 16 horas, em um evento do Curso de Serviço Social da UFRB.

Informações referentes à produção artística e artesanal, às manifestações e tradições, grupos culturais, espaços culturais, bens imóveis e instituições culturais; um diagnóstico da situação atual do turismo nessa região, com o levantamento dos atrativos potenciais; a identificação de roteiros turísticos temáticos; propostas para a estruturação de um modelo de gestão para o turismo regional; indicações de um programa de sensibilização da comunidade local para a atividade turística; e, por fim, um conjunto de proposições que visam promover o desenvolvimento do turismo regional.

A pesquisa

Coordenado pelas professoras doutoras Lúcia Aquino de Queiroz, da UFRB, e Regina Celeste de Almeida Souza, da UNIFACS, o estudo é fruto de parceria entre pesquisadores da Universidade Federal do Recôncavo Baiano e da Universidade Salvador com a Secretaria de Turismo e a Bahiatursa. O estudo, desenvolvido em atendimento ao Edital 0306/2007 do Programa Monumenta/BID, Unesco e Ministério da Cultura (MinC), propõe alternativas concretas para o desenvolvimento sustentável do turismo no Recôncavo Baiano, através da implantação de roteiros turísticos integrados que contemplem as potencialidades de municípios detentores de um valioso patrimônio histórico-cultural e também natural, como Cachoeira, Maragojipe e Santo Amaro, e propiciem a inserção das comunidades locais, agentes centrais desse processo, favorecendo a minimização das condições de pobreza atualmente existentes. Caminhos do Recôncavo buscou também apresentar linhas de ações estruturantes para o se desenvolvimento turístico e indicar projetos necessários e possíveis de execução nos três municípios. Objetivando-se a que o turismo possa contribuir efetivamente para o alcance do desenvolvimento endógeno doRecôncavo Baiano, procurou ainda enfatizar a importância da estruturação de um macroplanejamento regional, articulado à proposta de constituição de um ou alguns aparatos efetivos de gestão do turismo regional, que contemple esta atividade como prioritária, associada aos sistemas econômico, ambiental, cultural e social.

Para a coordenadora Lúcia Aquino, 'o documento não esgota o potencial existente nos municípios objeto de estudo. Novas análises e aprofundamentos podem e devem ser realizados a partir das informações divulgadas, por isso esperamos que o trabalho possa ser útil aos interessados nos temas tratados — gestores públicos, privados, professores, estudantes, investidores, instituições de fomento à atividade turística, agentes do turismo, de forma geral, partícipes de organizações não-governamentais —, e que possa aportar favoravelmente para o desenvolvimento do turismo — como se deseja, de um turismo indutor do desenvolvimento local/regional; de um turismo que contribua, efetivamente, para o alcance do desenvolvimento dentro do próprio Recôncavo Baiano'.

A elaboração do estudo Caminhos do Recôncavo envolveu a formação de uma equipe técnica multidisciplinar, composta por professores doutores e mestres, economistas, geógrafos, historiadores, bacharéis em turismo; por mestrandos do Programa de Desenvolvimento Regional e Urbano; por alunos da graduação do curso de Turismo da Unifacs e por alunos da UFRB, dos cursos de História, Museologia e Cinema. São componentes da equipe:

Coordenação Técnica do Projeto
Profª. Dra. Lúcia Maria Aquino de Queiroz (UFRB)
Profª. Dra. Regina Celeste de Almeida Souza (UNIFACS)

Pesquisadores (UFRB)
Bárbara Lúcia Ferreira Cerqueira; Bruna Helena Farias Barreto; Daniela de Andrade de Almeida; Edvaldo M. da Silva; Emanuel Silva Andrade; Evânia Lima de Barros; Fernanda da M. dos Santos; Izadora Chagas; Marilene Trancôso Nolasco; Vítor Rheinschmitt de Brito; Vonaldo Lopes Mota; Zevaldo Luiz Rodrigues de Sousa

Equipe Técnica
Consultoria Técnica
Denise Magalhães
Frederico Bomsucesso
Mariana Lacerda Barbosa Filha
Mércia Maria Aquino de Queiroz

Edição de Texto
Valdomiro Santana

Supervisão de Pesquisa
Elizete Paixão
Patrícia Verônica Pereira dos Santos
Veralucia Alcântara

Apoio ao Trabalho de Campo
Dilma Rebellatto Beato

Apoio Técnico
Andréia Brandão (SETUR)
Antônio Moraes (BAHIATURSA)
Natália Coimbra de Sá (UNIFACS)

Apoio Administrativo
Veralucia Alcântara

Estagiárias
Fernanda Almeida (UNIFACS)
Rachel Segatti (UNIFACS)

Comentários

Top 5 da Semana

Exercícios de História Antiga: Roma (Ensino Médio)

Sabendo que grande parte dos professores e estudantes buscam pelas soluções dos seus problemas na Internet, resolvi postar neste espaço alguns exercícios retirados de provas de vestibulares. Vale ressaltar que será muito mais importante, o professor modificar os exercícios de acordo com o que foi ensinado na sala de aula. Afinal de contas, cabe ao professor ter o conhecimento da realidade da turma que leciona.
Veja também:
Exercícios de História Antiga: Grécia (Ensino Médio)Exercícios de História Moderna: Grandes Navegações (Ensino Médio)Exercícios de História da América Portuguesa e Espanhola (Ensino Médio)Questões DE ENEM e Vestibular 01. (UFAM – 2009) Tal como a história dos gregos, também a dos romanos começou pelo desenvolvimento de instituições políticas assentadas na cidade e elaboradas em benefício de uma comunidade de homens livres – os cidadãos – proprietários de terras e que reivindicavam a descendência direta dos fundadores de sua pátria. Em ambos os casos, estes cidadãos …

Exercícios de História Moderna - Grandes Navegações (Ensino Médio)

Sabendo que grande parte dos professores buscam pelas soluções dos seus problemas na Internet, resolvi colocar alguns exercícios neste Blog. Vale ressaltar que será muito mais importante, o professor modificar os exercícios de acordo com o que foi ensinado na sala de aula. Afinal de contas, cada um sabe qual é sua realidade.
Veja também:
Exercícios de História Antiga: Roma (Ensino Médio)Exercícios de História Antiga: Grécia (Ensino Médio)Exercícios de História da América Portuguesa e Espanhola (Ensino Médio)Questões DE ENEM e Vestibular 01. (UFAL) Ao contrário dos portugueses, que buscavam atingir as Índias contornando a costa africana, Colombo:
a) concentrou suas navegações na parte Leste, em busca de uma passagem Noroeste para as Índias. b) concentrou suas navegações na parte Norte da América, em busca de uma passagem ao Noroeste para o continente asiático; c) dirigiu-se para o Oeste em busca da passagem Sudeste para o continente asiático; d) Navegou pelo Oceano Atlântico em direção ao Can…

Exercícios de História Antiga - Grécia Clássica (Ensino Médio)

“Respeitemos mesmo as leis injustas para que os maus, tomando isso como exemplo, respeitem no futuro as leis justas, sem pretexto para desobedecê-las”. Sócrates
Sabendo que grande parte dos professores buscam pelas soluções dos seus problemas na Internet, resolvi colocar alguns exercícios neste Blog. Vale ressaltar que será muito mais importante, o professor modificar os exercícios de acordo com o que foi ensinado na sala de aula. Afinal de contas, cada um sabe qual é sua realidade.

Veja também:
Exercícios de História Antiga: Roma (Ensino Médio)Exercícios de História Moderna: Grandes Navegações (Ensino Médio)Exercícios de História da América Portuguesa e Espanhola (Ensino Médio)Questões DE ENEM e Vestibular 1. (FUVEST-SP) “Usamos a riqueza mais como uma oportunidade para agir que como um motivo de vanglória; entre nós não há vergonha na pobreza, mas a maior vergonha é não fazer o possível para evitá-la... olhamos o homem alheio às atividades públicas não como alguém que cuida apenas de seu…

Exercícios de História Medieval: Do Feudalismo à Crise do Século XIV (Ensino Médio)

Sabendo que grande parte dos professores e estudantes buscam pelas soluções dos seus problemas na Internet, resolvi postar neste espaço alguns exercícios retirados de provas de vestibulares. Vale ressaltar que será muito mais importante, o professor modificar os exercícios de acordo com o que foi ensinado na sala de aula. Afinal de contas, cabe ao professor ter o conhecimento da realidade da turma que leciona.
Veja também: Exercícios de História Antiga: Grécia (Ensino Médio)Exercícios de História Antiga: Roma (Ensino Médio)Exercícios de História Moderna: Grandes Navegações (Ensino Médio)
Questões de ENEM e Vestibular
Questão 01. (Fatec-SP) Uma das características a ser reconhecida no feudalismo europeu é:
a) A economia do feudo era dinâmica, estando voltada para o comércio dos feudos vizinhos. b) A sociedade feudal era semelhante ao sistema de castas. c) As relações de produção eram escravocratas. d) Os ideais de honra e fidelidade vieram das instituições dos hunos. e) Os servos estavam preso…

Plano de Curso de História - 1º Ano do Ensino Médio - 2012

PLANO DE CURSO
O atual plano de Curso serve de exemplo para os professores que desejam um modelo. Este plano, está dividido em 3 unidades, mas pode ser adaptado para 4 unidades. Os motivos desta divisão em três unidades está expresso na Regimento Escolar da Instituição de Ensino a qual pertenço.


Série: primeiro ano do ensino médio Disciplina: História Carga Horária: 80 horas Professor: Zevaldo Luiz Rodrigues de Sousa Ano de competência: 2012
I.Apresentação: Quando entendemos que a História é feita de versões e que um mesmo acontecimento pode ser contado de mil formas diferentes, entendemos que é preciso beber de várias fontes para fazer a diferença em qualquer área. O bom historiador deve agir como um detetive, juntando as mais diversas fontes para compor um fato histórico. Será preciso, portanto, fazer um esforço para que os alunos entendam que eles precisam ter consciência de que a História, matéria básica para o conhecimento humano, não é estática nem feita de verdades absolutas é essencia…