Pular para o conteúdo principal

Documentos da Idade Média: Das três ordens ao comércio com a China

"Não há terra sem senhor nem senhor sem terra."

O período medieval foi um marco na história europeia que legou para a história mundial diversas relações econômicas, culturais, políticas, sociais e religiosas. É impossível deixar de falar na Idade Média na escola, pois o nosso cotidiano está marcado por usos e costumes do período como retratado no texto "Somos todos da Idade Média" de Hilário Franco Junior.

Com isso, iremos retratar através destes textos, dois momentos do período medieval com histórias contadas por quem viveu na época. O primeiro texto será de Adalberto, o Bispo de Laon escrito em plena Idade Média, descreve as três ordens ou estamentos da sociedade europeia centro-ocidental à época do apogeu do feudalismo: o clero, a nobreza e os camponeses. Leia:

Iluminura que representa as três ordens medievais
"A ordem eclesiástica forma um corpo só, mas a divisão da sociedade compreende três ordens. A lei humana distingue duas condições. O nobre e o não-livre não são governados por uma lei idêntica. Os nobres são os guerreiros, os protetores das igrejas. Defendem a todos os homens do povo, grandes e modestos, e também a si mesmos. A outra classe é a dos não-livres. Esta desgraçada raça nada possui sem sofrimento. Provisões, vestimentas são fornecidas para todos pelos não-livres, pois nenhum homem livre é capaz de viver sem eles. 

Por tanto a cidade de Deus, que se crê única, está dividida em três ordens: uns rezam, outros combatem e outros trabalham. Estas três ordens vivem juntas e não suportam uma separação. Os serviços de um permitem os trabalhos dos outros dois. Cada um, alternativamente, presta seu apoio a todos." 

ADALBERTO, bispo de Laon, na França, nos finais do século 10.
In: BOUTRUCHE, R. Señorio y Feudalismo. Madri: Sigilo Veintiuno, 1972.

O segundo texto tem datação aproximada de 1340, escrito por Francisco Balducci Pegolotti, que era um agente da família Bardis, banqueiros de Florença, que elaborou um manual para mercadores viajantes, demonstrando a existência de um comércio florescente. Neste documento, encontramos informações sobre o comércio com a China, entre elas a utilização de papel-moeda a importância de um dragomano (intérprete).


"Em primeiro lugar, deveis deixar a barba crescer e não vos barbeardes. E em Tana deveis contratar os serviços de um dragomano (intérprete). E não deveis tentar poupar dinheiro no que respeita a dragomanos escolhendo um mau em vez de um bom. Pois os honorários adicionais do bom não vos custarão tanto quanto poupareis por tê-lo. E além do dragomano será conveniente contratar pelo menos dois bons criados conhecedores da língua cumana. E se o mercardor gostar de levar uma mulher com ele de Tana, pode fazê-lo; se não gostar de levar, não será a tal obrigado, mas levando-a será tratado muito mais confortavelmente do que não a levando. Não obstante, se a levar, será conveniente que ela conheça a língua cumana, como os homens. [...]"
"Toda a quantidade de prata que os mercadores levarem com eles até Catai, o senhor de Catai lhes tirará e guardará no seu tesouro. E aos mercadores que assim levam prata dão aquele dinheiro de papel deles em troca. Este é de papel amarelo, com o selo do senhor atrás mencionado. E chama-se dinheiro; e com este dinheiro podeis comprar sem dificuldade seda e outra mercadoria que tiverdes desejo de comprar. E todas as pessoas do país são obrigadas a recebê-lo. E não pagareis um preço mais elevado pelas vossas mercadorias por o vosso dinheiro ser de papel. [...]"
"(E não esqueçais que se tratardes os funcionários de casa da alfândega com respeito e lhes oferecerdes um presente qualquer em mercadorias ou dinheiro, assim como aos seus empregados e dragomanos, eles se comportarão com grande civilidade e estarão sempre dispostos a avaliar os vossos produtos abaixo do seu valor real.)"

PEGOLOTTI, Francisco Baldussi. IN: BOORSTIN, Daniel J. Os descobridores: de como o homem procurou conhecer-se a si mesmo e ao mundo. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 1989. p.137.

Um site interessante em que você poderá visualizar vários documentos antigos e medievais é Idade Média, mantido por Ricardo Costa.

Comentários

Top 5 da Semana

Exercícios de História Antiga: Roma (Ensino Médio)

Sabendo que grande parte dos professores e estudantes buscam pelas soluções dos seus problemas na Internet, resolvi postar neste espaço alguns exercícios retirados de provas de vestibulares. Vale ressaltar que será muito mais importante, o professor modificar os exercícios de acordo com o que foi ensinado na sala de aula. Afinal de contas, cabe ao professor ter o conhecimento da realidade da turma que leciona.
Veja também:
Exercícios de História Antiga: Grécia (Ensino Médio)Exercícios de História Moderna: Grandes Navegações (Ensino Médio)Exercícios de História da América Portuguesa e Espanhola (Ensino Médio)Questões DE ENEM e Vestibular 01. (UFAM – 2009) Tal como a história dos gregos, também a dos romanos começou pelo desenvolvimento de instituições políticas assentadas na cidade e elaboradas em benefício de uma comunidade de homens livres – os cidadãos – proprietários de terras e que reivindicavam a descendência direta dos fundadores de sua pátria. Em ambos os casos, estes cidadãos …

Exercícios de História Medieval: Do Feudalismo à Crise do Século XIV (Ensino Médio)

Sabendo que grande parte dos professores e estudantes buscam pelas soluções dos seus problemas na Internet, resolvi postar neste espaço alguns exercícios retirados de provas de vestibulares. Vale ressaltar que será muito mais importante, o professor modificar os exercícios de acordo com o que foi ensinado na sala de aula. Afinal de contas, cabe ao professor ter o conhecimento da realidade da turma que leciona.
Veja também: Exercícios de História Antiga: Grécia (Ensino Médio)Exercícios de História Antiga: Roma (Ensino Médio)Exercícios de História Moderna: Grandes Navegações (Ensino Médio)
Questões de ENEM e Vestibular
Questão 01. (Fatec-SP) Uma das características a ser reconhecida no feudalismo europeu é:
a) A economia do feudo era dinâmica, estando voltada para o comércio dos feudos vizinhos. b) A sociedade feudal era semelhante ao sistema de castas. c) As relações de produção eram escravocratas. d) Os ideais de honra e fidelidade vieram das instituições dos hunos. e) Os servos estavam preso…

Exercícios de História Antiga - Grécia Clássica (Ensino Médio)

“Respeitemos mesmo as leis injustas para que os maus, tomando isso como exemplo, respeitem no futuro as leis justas, sem pretexto para desobedecê-las”. Sócrates
Sabendo que grande parte dos professores buscam pelas soluções dos seus problemas na Internet, resolvi colocar alguns exercícios neste Blog. Vale ressaltar que será muito mais importante, o professor modificar os exercícios de acordo com o que foi ensinado na sala de aula. Afinal de contas, cada um sabe qual é sua realidade.

Veja também:
Exercícios de História Antiga: Roma (Ensino Médio)Exercícios de História Moderna: Grandes Navegações (Ensino Médio)Exercícios de História da América Portuguesa e Espanhola (Ensino Médio)Questões DE ENEM e Vestibular 1. (FUVEST-SP) “Usamos a riqueza mais como uma oportunidade para agir que como um motivo de vanglória; entre nós não há vergonha na pobreza, mas a maior vergonha é não fazer o possível para evitá-la... olhamos o homem alheio às atividades públicas não como alguém que cuida apenas de seu…

Exercícios de História Moderna - Grandes Navegações (Ensino Médio)

Sabendo que grande parte dos professores buscam pelas soluções dos seus problemas na Internet, resolvi colocar alguns exercícios neste Blog. Vale ressaltar que será muito mais importante, o professor modificar os exercícios de acordo com o que foi ensinado na sala de aula. Afinal de contas, cada um sabe qual é sua realidade.
Veja também:
Exercícios de História Antiga: Roma (Ensino Médio)Exercícios de História Antiga: Grécia (Ensino Médio)Exercícios de História da América Portuguesa e Espanhola (Ensino Médio)Questões DE ENEM e Vestibular 01. (UFAL) Ao contrário dos portugueses, que buscavam atingir as Índias contornando a costa africana, Colombo:
a) concentrou suas navegações na parte Leste, em busca de uma passagem Noroeste para as Índias. b) concentrou suas navegações na parte Norte da América, em busca de uma passagem ao Noroeste para o continente asiático; c) dirigiu-se para o Oeste em busca da passagem Sudeste para o continente asiático; d) Navegou pelo Oceano Atlântico em direção ao Can…

Plano de Curso de História - 1º Ano do Ensino Médio - 2012

PLANO DE CURSO
O atual plano de Curso serve de exemplo para os professores que desejam um modelo. Este plano, está dividido em 3 unidades, mas pode ser adaptado para 4 unidades. Os motivos desta divisão em três unidades está expresso na Regimento Escolar da Instituição de Ensino a qual pertenço.


Série: primeiro ano do ensino médio Disciplina: História Carga Horária: 80 horas Professor: Zevaldo Luiz Rodrigues de Sousa Ano de competência: 2012
I.Apresentação: Quando entendemos que a História é feita de versões e que um mesmo acontecimento pode ser contado de mil formas diferentes, entendemos que é preciso beber de várias fontes para fazer a diferença em qualquer área. O bom historiador deve agir como um detetive, juntando as mais diversas fontes para compor um fato histórico. Será preciso, portanto, fazer um esforço para que os alunos entendam que eles precisam ter consciência de que a História, matéria básica para o conhecimento humano, não é estática nem feita de verdades absolutas é essencia…