Pular para o conteúdo principal

Maragogipe: Em 1936, Igreja do Largo do Saboeiro sofre impacto de relâmpago e cruz some

TROVOADAS INESQUECÍVEIS


Por Fernando Sá, in livro "Maragojipe no Tempo e no Espaço"

Em 13 de dezembro de 1936, a capela existente no antigo Largo do Saboeiro, hoje Praça Getúlio Vargas, sofreu um impacto terrível, jamais visto em qualquer parte do mundo e de tal monta que não posso deixar de registrar, para que chegue ao conhecimento de todos. Casos assim merecem muita divulgação.

A capela está situada no extremo leste da praça, de frente para o mar e fundos para a praça. De boa construção, com paredes pesadas e porta que parece de uma fortaleza medieval. Caiu um raio sobre ela, arrancando a pesada porta e a encostando na parede, destelhando-a completamente e arrumando as telhas caprichosamente no solo com perfeição humana. Um fato incrível! A cruz da capela sumiu para sempre; até hoje ninguém sabe informar onde ela foi parar. Se a capela não fosse da religião católica, ou se fosse de uma seita qualquer, os corifeus do catolicismo sairiam correndo e gritando castigo. Mas, o fenômeno veio mesmo para desmoralizar os fanáticos. Que lição!

A trovoada foi muito forte. Um açougueiro de nome José de Nazaré ia passando em frente ao casarão no momento em que o raio caiu na capela; em sua mão levava uma faca que lhe foi arrebatada, não sabe como. Escapou de morrer, por um fio.

No decorrer dos 60 anos do século passado, houve em Maragogipe, um temporal de arrepiar, nos arredores da cidade, conforme narrou uma pessoa residente no sítio Pedrinhas, nas proximidades da cidade. Começou alta madrugada. Vu encurtar ao máximo a descrição. Os clarões dos relâmpagos eram fora de série, de uma intensidade fantástica e seguida, um após o outro, clareando tudo como se fosse dia de sol. A casa da informante estava fechada e mesmo assim não se podia abrir os olhos, tal a intensidade. Pai e filhos saíram, afastando-se cerca de dez metros da casa; ficaram perdidos porque não podiam abrir os olhos. Gritaram e assim a filha ficou batendo na porta para que eles voltassem, obedecendo ao som. A violência do temporal era tanta que as galinhas caiam do poleiro, mortas. Tal era o impacto dos trovões que as pessoas sentadas eram sacudidas, subindo e descendo do assento. Ninguém esperava escapar com vida. Ao amanhecer, foi possível avaliar-se a catástrofe. Galinhas, bois, cavalos, porcos, mortos. E até gente! Foi um temporal de intensidade nunca vista.

Não foi só este, o mais recente verificou-se em 24 de novembro de 1996, um temporal fora do comum. Céu encoberto de nuvens pesadas, a trovoada começou com relâmpagos sem parar um instantes, durante o dia todo, não havendo espaço entre um e outro. A Praça Brigadeiro Seixas foi o alvo preferido, atingindo alguns prédios.

O caso dos arredores da cidade nos anos 60, o caso da capela do Saboeiro em janeiro de 1936 e o último verificado em 20 de novembro de 1996 são suficientes para afirmar o que suspeito, o de haver qualquer pólo magnetizante no subsolo da cidade. É preciso notar que foram três repetições, cada qual mais violenta. Se tais fatos ocorressem no distrito de Capanema, poderia ser em virtude da existência do minério de cobre, levando-se em conta o seu alto teor e a sua qualidade de ótimo condutor de eletricidade. Aqui, na sede fica difícil uma conclusão.

Existe a falha Maragojipe; ela atravessa a cidade com um desenvolvimento de mais de trezentos metros na direção NW-SE.

Vamos aguardar.

Comentários

Top 5 da Semana

Exercícios de História Antiga: Roma (Ensino Médio)

Sabendo que grande parte dos professores e estudantes buscam pelas soluções dos seus problemas na Internet, resolvi postar neste espaço alguns exercícios retirados de provas de vestibulares. Vale ressaltar que será muito mais importante, o professor modificar os exercícios de acordo com o que foi ensinado na sala de aula. Afinal de contas, cabe ao professor ter o conhecimento da realidade da turma que leciona.
Veja também:
Exercícios de História Antiga: Grécia (Ensino Médio)Exercícios de História Moderna: Grandes Navegações (Ensino Médio)Exercícios de História da América Portuguesa e Espanhola (Ensino Médio)Questões DE ENEM e Vestibular 01. (UFAM – 2009) Tal como a história dos gregos, também a dos romanos começou pelo desenvolvimento de instituições políticas assentadas na cidade e elaboradas em benefício de uma comunidade de homens livres – os cidadãos – proprietários de terras e que reivindicavam a descendência direta dos fundadores de sua pátria. Em ambos os casos, estes cidadãos …

Exercícios de História Medieval: Do Feudalismo à Crise do Século XIV (Ensino Médio)

Sabendo que grande parte dos professores e estudantes buscam pelas soluções dos seus problemas na Internet, resolvi postar neste espaço alguns exercícios retirados de provas de vestibulares. Vale ressaltar que será muito mais importante, o professor modificar os exercícios de acordo com o que foi ensinado na sala de aula. Afinal de contas, cabe ao professor ter o conhecimento da realidade da turma que leciona.
Veja também: Exercícios de História Antiga: Grécia (Ensino Médio)Exercícios de História Antiga: Roma (Ensino Médio)Exercícios de História Moderna: Grandes Navegações (Ensino Médio)
Questões de ENEM e Vestibular
Questão 01. (Fatec-SP) Uma das características a ser reconhecida no feudalismo europeu é:
a) A economia do feudo era dinâmica, estando voltada para o comércio dos feudos vizinhos. b) A sociedade feudal era semelhante ao sistema de castas. c) As relações de produção eram escravocratas. d) Os ideais de honra e fidelidade vieram das instituições dos hunos. e) Os servos estavam preso…

Exercícios de História Antiga - Grécia Clássica (Ensino Médio)

“Respeitemos mesmo as leis injustas para que os maus, tomando isso como exemplo, respeitem no futuro as leis justas, sem pretexto para desobedecê-las”. Sócrates
Sabendo que grande parte dos professores buscam pelas soluções dos seus problemas na Internet, resolvi colocar alguns exercícios neste Blog. Vale ressaltar que será muito mais importante, o professor modificar os exercícios de acordo com o que foi ensinado na sala de aula. Afinal de contas, cada um sabe qual é sua realidade.

Veja também:
Exercícios de História Antiga: Roma (Ensino Médio)Exercícios de História Moderna: Grandes Navegações (Ensino Médio)Exercícios de História da América Portuguesa e Espanhola (Ensino Médio)Questões DE ENEM e Vestibular 1. (FUVEST-SP) “Usamos a riqueza mais como uma oportunidade para agir que como um motivo de vanglória; entre nós não há vergonha na pobreza, mas a maior vergonha é não fazer o possível para evitá-la... olhamos o homem alheio às atividades públicas não como alguém que cuida apenas de seu…

Exercícios de História Moderna - Grandes Navegações (Ensino Médio)

Sabendo que grande parte dos professores buscam pelas soluções dos seus problemas na Internet, resolvi colocar alguns exercícios neste Blog. Vale ressaltar que será muito mais importante, o professor modificar os exercícios de acordo com o que foi ensinado na sala de aula. Afinal de contas, cada um sabe qual é sua realidade.
Veja também:
Exercícios de História Antiga: Roma (Ensino Médio)Exercícios de História Antiga: Grécia (Ensino Médio)Exercícios de História da América Portuguesa e Espanhola (Ensino Médio)Questões DE ENEM e Vestibular 01. (UFAL) Ao contrário dos portugueses, que buscavam atingir as Índias contornando a costa africana, Colombo:
a) concentrou suas navegações na parte Leste, em busca de uma passagem Noroeste para as Índias. b) concentrou suas navegações na parte Norte da América, em busca de uma passagem ao Noroeste para o continente asiático; c) dirigiu-se para o Oeste em busca da passagem Sudeste para o continente asiático; d) Navegou pelo Oceano Atlântico em direção ao Can…

Plano de Curso de História - 1º Ano do Ensino Médio - 2012

PLANO DE CURSO
O atual plano de Curso serve de exemplo para os professores que desejam um modelo. Este plano, está dividido em 3 unidades, mas pode ser adaptado para 4 unidades. Os motivos desta divisão em três unidades está expresso na Regimento Escolar da Instituição de Ensino a qual pertenço.


Série: primeiro ano do ensino médio Disciplina: História Carga Horária: 80 horas Professor: Zevaldo Luiz Rodrigues de Sousa Ano de competência: 2012
I.Apresentação: Quando entendemos que a História é feita de versões e que um mesmo acontecimento pode ser contado de mil formas diferentes, entendemos que é preciso beber de várias fontes para fazer a diferença em qualquer área. O bom historiador deve agir como um detetive, juntando as mais diversas fontes para compor um fato histórico. Será preciso, portanto, fazer um esforço para que os alunos entendam que eles precisam ter consciência de que a História, matéria básica para o conhecimento humano, não é estática nem feita de verdades absolutas é essencia…