Pular para o conteúdo principal

Plano de Curso de História Temática no ensino médio

O livro base para criarmos esse Plano de Curso foi "História: texto e contexto: Ensino Médio", volume único de Roberto Catelli Junior com a colaboração de Maria Soledad Más Gandini, Renata Lima Aspis. Todavia, você poderá encontrar diversos os livros de história temática para o ensino médio e fazer seu plano de curso. Estamos aqui divulgando este plano com o objetivo de ajudá-lo a refletir sobre o modo de ensinar. Quem sabe modificando seu jeito de ensinar a História você motiva o aluno. (Editora Ática/Scipione)

Plano de Curso

Séries do ensino médio
Disciplina: História
Carga Horária: 80 horas para cada série
Professor: Zevaldo Luiz Rodrigues de Sousa
Ano de competência: 2013


Apresentação:
Com o advento do século XXI e com a introdução das novidades tecnológicas, o ensino de História mudou e ainda continua se modificando para se adequar à uma nova sociedade que está se formando. Segundo as Orientações Curriculares para o ensino médio, publicadas em 2006, “os jovens vivem e participam de um tempo de múltiplos acontecimentos que precisam ser compreendidos na sua historicidade. No entanto, a compreensão da historicidade dos acontecimentos tem sido dificultada não só pela sua quantidade e variedade, mas também pela velocidade com que se propagam por meio das tecnologias da informação e da comunicação.”. Com isso, “os jovens vivem uma espécie de presente contínuo e, portanto, com fracos vínculos entre a experiência pessoal e a das gerações passadas.”.

Essa problemática põe em cheque o método tradicional de ensino da história e, diversos professores acabam buscando métodos inovadores de ensino. Todavia a utilização de recursos tecnológicos não implica dizer que métodos inovadores estão sendo aplicados, visto que muitos professores ainda preferem seguir método tradicional de ensino e utilizar os recursos tecnológicos a seu favor, não contemplando com isso as competências necessárias que o aluno precisa ter, através de suas habilidades, para se tornar um ser autônomo diante da realidade.

Com informações acumuladas culturalmente, através de livros ou computadores, os educando acabam se desinteressando pelo ensino tradicional que foca justamente na absorção de conteúdos com isso, fazer a prova e ser aprovado é somente o que desejam. Neste sentido, o processo de ensino-aprendizagem, segundo Luckesi fica defasado e excludente. Para que a escola, o professor, o aluno e a sociedade se integrem de forma significativa há uma necessidade de se repensar esse processo, Luckesi diz que a organização deve partir de um desejo. Pensar esse conjunto de maneira holística, definindo metas qualitativas a serem cumpridas, colocando para o segundo plano a quantidade, pode ajudar e muito neste processo que precisa revelar valores, competências e as habilidades de cada estudante, como ser único, mas integrado na sociedade.

O professor, portanto é mediador do diálogo entre o aluno e as múltiplas informações dispostas através das novas tecnologias, buscando a construção de conceitos, explorando a experiência do aluno, tornando-se coordenador do trabalho que envolve pesquisa, reflexão, atividades coletivas e a construção de uma opinião por parte do educando com base nas questões levantadas e nos argumentos trabalhados, enfim, o conteúdo passa a ser instrumento para a construção desse conhecimento.

A partir desse posicionamento podemos definir que este programa, apesar de ter um conteúdo baseado na cronologia, não se restringe somente a ele, pois cada unidade pode explorar algumas problemáticas temáticas, de acordo com há de mais importante em cada assunto, e ainda de acordo com as escolhas do educador, ou seja, no desejo do que o educador deseja passar ao aluno no processo de ensino-aprendizagem pensado de forma positiva como Luckesi relatou em seu livro Avaliação da Aprendizagem Escolar. Com isso, podemos levar ao aluno, conteúdos e debatê-los com problemáticas atuais. O exemplo pode ser tratado com a temática “Viver nas Cidades”, expressa na primeira unidade deste programa, que pode muito bem fazer uma relação do passado com o presente, demonstrando ao educando o sentido da história na vida e na formação de qualquer cidade, desde a antiguidade, até os dias atuais e suas relações com o meio ambiente.

O uso da interdisciplinaridade e das fontes serão outros instrumentos de grande importância para essa vivência escolar. Pois a interdisciplinaridade visa o compartilhamento do objeto de estudo com as outras disciplinas, sua contextualização, evitando compartimentação e criando um laço comunicativo entre professores e educandos.

Objetivos:

  • Dada a descrição discursiva ou por ilustração de um experimento ou fenômeno, de natureza científica, tecnológica ou social, identificar variáveis relevantes e selecionar os instrumentos necessários para realização ou interpretação do mesmo;
  • Em um gráfico cartesiano de variável socioeconômico ou técnico-científico, identificar e analisar valores das variáveis, intervalos de crescimento ou decréscimo e taxas de variação;
  • Dada uma distribuição estatística de variável social, econômica, física, química, biológica, traduzir e interpretar as informações disponíveis, ou reorganizá-las, objetivando interpolações ou extrapolações;
  • Dada uma situação-problema, apresentada em uma linguagem de determinada área de conhecimento, relacioná-la com sua formulação em outras linguagens ou vice-versa;
  • A partir de leitura de textos literários consagrados e de informações sobre concepções artísticas, estabelecer relações entre eles e seu contexto histórico, social, político ou cultural, inferindo as escolhas dos temas, gêneros discursivos e recursos expressivos dos autores;
  • Analisar criticamente, de forma qualitativa ou quantitativa, as implicações ambientais, sociais e econômicas dos processos de utilização dos recursos naturais, materiais e energéticos;
  • Analisar fatores socioeconômicos e ambientais associados ao desenvolvimento, às condições de vida e saúde de populações humanas, por meio da interpretação de diferentes indicadores;
  • Compreender o caráter sistêmico do planeta e reconhecer a importância da biodiversidade para a preservação da vida, relacionando condições do meio e intervenção humana;
  • Analisar, de forma qualitativa ou quantitativa, situações-problema referentes a perturbações ambientais, identificando fonte, transporte e destino dos poluentes, reconhecendo suas transformações; prever efeitos nos ecossistemas e no sistema produtivo e propor formas de intervenção para reduzir e controlar os efeitos da poluição ambiental;
  • Valorizar a diversidade dos patrimônios etnoculturais e artísticos, identificando-a em suas manifestações e representações em diferentes sociedades, épocas e lugares;
  • Confrontar interpretações diversas de situações ou fatos de natureza histórico-geográfica, técnico-científica, artístico-cultural ou do cotidiano, comparando diferentes pontos de vista, identificando os pressupostos de cada interpretação e analisando a validade dos argumentos utilizados;
  • Comparar processos de formação socioeconômica, relacionando-os com seu contexto histórico e geográfico;
  • Dado um conjunto de informações sobre uma realidade histórico-geográfica, contextualizar e ordenar os eventos registrados, compreendendo a importância dos fatores sociais, econômicos, políticos ou culturais.
Tema norteador:Sustentabilidade e Cidadania
Tema transversal:Ética e Política
Competências e habilidades a serem desenvolvidas
Representação e comunicação:
Entender a importância das técnicas contemporâneas de comunicação para planejamento, gestão, organização e fortalecimento do trabalho em equipe, com a utilização das novas tecnologias
Investigação e compreensão:
Compreender a sociedade, sua gênese e transformação, e seus múltiplos fatores que nela intervêm como produtos da ação humana e os processos sociais como orientadores da dinâmica dos diferentes grupos de indivíduos.
Contextualização sócio-cultural:
Compreender a produção e o papel histórico das instituições sociais, políticas e econômicas, associando-as às práticas dos diferentes grupos e atores sociais, aos princípios que regulam a convivência em sociedade, aos direitos e deveres da cidadania, à justiça e à distribuição dos benefícios econômicos.

1º ano do ensino médio

Conteúdo Programático:
I UNIDADE
Introdução aos Estudos Históricos e Historiografia
TEMA: Viver nas cidades
O cotidiano das cidades contemporâneas
Cidades da Antiguidade
Os muros, os feudos e o cristianismo
A reconstrução do espaço na sociedade capitalista

II UNIDADE
TEMA: Dominação e conflito cultural
Império, imperialismo e globalização
Impérios da Antiguidade e da Idade Média
Conquistas espanholas e portuguesas na América

III UNIDADE
TEMA: Dominação e conflito cultural
A prática colonizadora na América portuguesa
As práticas colonizadoras espanholas e britânicas
Viajantes e naturalistas no Brasil: a visão do outro mundo

IV UNIDADE
TEMA: Política
História, política e vida cotidiana
O príncipe e o Leviatã: o Estado absolutista e a construção do Estado-nação moderno
Os princípios do liberalismo e a construção do cidadão moderno

2º ano do ensino médio


Conteúdo Programático:
I UNIDADE
Introdução aos Estudos Históricos e Historiografia
Revisão dos conteúdos de História
TEMA: Política
História, política e vida cotidiana
O príncipe e o Leviatã: o Estado absolutista e a construção do Estado-nação moderno
Os princípios do liberalismo e a construção do cidadão moderno

II UNIDADE
TEMA: Trabalho escravo, trabalho assalariado
Ainda existe escravidão?
Diferentes formas de escravidão em diversos tempos
Industrialização e trabalho assalariado

III UNIDADE
TEMA: Revolução, Revolta, Resistência e Cidadania
As revoluções burguesas
A cultura burguesa, as repúblicas liberais e os conflitos na Europa

IV UNIDADE
TEMA: Revolução, Revolta, Resistência e Cidadania
A crítica ao capitalismo e o caminho para o socialismo
Movimentos anticolonialistas e independências na América
A construção do Brasil independente

3º ano do ensino médio

Conteúdo Programático:
I UNIDADE
Introdução aos Estudos Históricos e Historiografia
Revisão dos conteúdos de História
TEMA: Revolução, Revolta, Resistência e Cidadania
As revoluções burguesas
A cultura burguesa, as repúblicas liberais e os conflitos na Europa
A crítica ao capitalismo e o caminho para o socialismo
Movimentos anticolonialistas e independências na América
A construção do Brasil independente

II UNIDADE
TEMA: Poder e diversidade cultural no Brasil
Relações de poder e vida cotidiana
A República autoritária no Brasil
O Brasil do sertão
O Brasil amazônico
Afro-brasileiros

III UNIDADE
TEMA: Cidadania e relações de poder
Nacionalismo, guerras mundiais e autoritarismo
A república varguista: da Revolução de 1930 ao Estado Novo
Ensaios democráticos no Brasil

IV UNIDADE
TEMA: Cidadania e relações de poder
Da ditadura à democracia: golpe, guerrilha e abertura
O cidadão contemporâneo: um roteiro de estudo

PROJETO – HISTÓRIA E MEMÓRIA – MARAGOGIPE (Em anexo)
(Sábados – Obrigatório para ensino médio e facultativo para o ensino fundamental)
Criação de um laboratório de História e Memória; Coleta de entrevistas, fotografias, depoimentos, vídeos, documentos históricos; Debates e Excursões; Produção de Material (Artigos, Textos, Jornais, e um Blog do Laboratório de História do CESF)

Metodologia:
Aula expositiva, debates, projetos de História, visitas técnicas a Prédios Históricos, problematização de questões sociais, políticas, econômicas e culturais (local; estadual e nacional), leitura e compreensão de textos, leitura de imagens,
Investigação de documentos.

Recursos didáticos:
Livros, textos apostilados, jornais, revistas, sala de vídeo, laboratório de informática, cartolina, papel madeira, fita adesiva, grampos, câmara filmadora e fotográfica, pen-drive, CD ou DVD, pincel atômico, mapas políticos, mini-system, transparências, folha de isopor, papel ofício, quadro para exposição de fotografias.

Avaliação:
Discussões dos temas em sala de aula, dissertações, resenhas, projetos, exercícios complementares (orais ou escritos), e no final, testes e provas.
Obs.: A avaliação qualitativa servirá apenas para complementar a nota de acordo com o rendimento do aluno em sala de aula. Essa nota terá pontuação de 0(zero) a 1(um) e será acrescentada na média da unidade.

Bibliografia Básica:
CATELLI JUNIOR, Roberto. História: texto e contexto: Ensino Médio, volume único/ Roberto Catelli Junior; com a colaboração de Maria Soledad Más Gandini, Renata Lima Aspis. – São Paulo: Scipione, 2006.

Bibliografia Complementar:
VAINFAS, Ronaldo; FARIA, Sheila de Castro; FERREIRA, Jorge; SANTOS, Georgina dos. História – Volume Único (Ensino Médio). Editora Saraiva, Livreiros Editores, São Paulo, 2010.
ARRUDA, José Jobson de A. Arruda e PILETTI, Nelson. Toda a história, história geral e história do Brasil. Volume único, Editora Atica, São Paulo. 2004
CHAUÍ, Marilena. “Convite à Filosofia” Editora Ática, São Paulo, 2003
COLEÇÃO GRANDES IMPÉRIOS. “Impérios da Antiguidade” Vol. 3 - Editora Abril, 25 de outubro de 2004.
COLEÇÃO GRANDES IMPÉRIOS. “Impérios Modernos” Vol. 3 - Editora Abril, 24 de novembro de 2004.
COLEÇÃO GRANDES IMPÉRIOS. “Impérios Pré-Colombianos” Vol. 2 - Editora Abril, 10 de novembro 2004.
FERREIRA, João Paulo Hidalgo. “Nova história integrada”: ensino médio: volume único: manual do professor / João Paulo Hidalgo Ferreira, Luiz Estavam de Oliveira Fernandes. – Campinas, SP: Companhia da Escola, 2005.
MELLO, Leonel Itaussu Almeida, 1945 – “História moderna e contemporânea”; Leonel Itaussu A. Mello, Luís César Amad Costa. – São Paulo: Scipione, 1999.
VICENTINO, Cláudio. “História geral: ensino médio”/ Claúdio Vicentino. – São Paulo: Scipione, 2006.
VICENTINO, Cláudio. “História para o ensino médio: história geral e do Brasil” / Cláudio Vicentino, Gianpaolo Dorigo; ilustrações Cassiano Roda – São Paulo: Scipione, 2005. – (série Parâmetros)

Comentários

Top 5 da Semana

Exercícios de História Antiga: Roma (Ensino Médio)

Sabendo que grande parte dos professores e estudantes buscam pelas soluções dos seus problemas na Internet, resolvi postar neste espaço alguns exercícios retirados de provas de vestibulares. Vale ressaltar que será muito mais importante, o professor modificar os exercícios de acordo com o que foi ensinado na sala de aula. Afinal de contas, cabe ao professor ter o conhecimento da realidade da turma que leciona.
Veja também:
Exercícios de História Antiga: Grécia (Ensino Médio)Exercícios de História Moderna: Grandes Navegações (Ensino Médio)Exercícios de História da América Portuguesa e Espanhola (Ensino Médio)Questões DE ENEM e Vestibular 01. (UFAM – 2009) Tal como a história dos gregos, também a dos romanos começou pelo desenvolvimento de instituições políticas assentadas na cidade e elaboradas em benefício de uma comunidade de homens livres – os cidadãos – proprietários de terras e que reivindicavam a descendência direta dos fundadores de sua pátria. Em ambos os casos, estes cidadãos …

Exercícios de História Moderna - Grandes Navegações (Ensino Médio)

Sabendo que grande parte dos professores buscam pelas soluções dos seus problemas na Internet, resolvi colocar alguns exercícios neste Blog. Vale ressaltar que será muito mais importante, o professor modificar os exercícios de acordo com o que foi ensinado na sala de aula. Afinal de contas, cada um sabe qual é sua realidade.
Veja também:
Exercícios de História Antiga: Roma (Ensino Médio)Exercícios de História Antiga: Grécia (Ensino Médio)Exercícios de História da América Portuguesa e Espanhola (Ensino Médio)Questões DE ENEM e Vestibular 01. (UFAL) Ao contrário dos portugueses, que buscavam atingir as Índias contornando a costa africana, Colombo:
a) concentrou suas navegações na parte Leste, em busca de uma passagem Noroeste para as Índias. b) concentrou suas navegações na parte Norte da América, em busca de uma passagem ao Noroeste para o continente asiático; c) dirigiu-se para o Oeste em busca da passagem Sudeste para o continente asiático; d) Navegou pelo Oceano Atlântico em direção ao Can…

Exercícios de História Antiga - Grécia Clássica (Ensino Médio)

“Respeitemos mesmo as leis injustas para que os maus, tomando isso como exemplo, respeitem no futuro as leis justas, sem pretexto para desobedecê-las”. Sócrates
Sabendo que grande parte dos professores buscam pelas soluções dos seus problemas na Internet, resolvi colocar alguns exercícios neste Blog. Vale ressaltar que será muito mais importante, o professor modificar os exercícios de acordo com o que foi ensinado na sala de aula. Afinal de contas, cada um sabe qual é sua realidade.

Veja também:
Exercícios de História Antiga: Roma (Ensino Médio)Exercícios de História Moderna: Grandes Navegações (Ensino Médio)Exercícios de História da América Portuguesa e Espanhola (Ensino Médio)Questões DE ENEM e Vestibular 1. (FUVEST-SP) “Usamos a riqueza mais como uma oportunidade para agir que como um motivo de vanglória; entre nós não há vergonha na pobreza, mas a maior vergonha é não fazer o possível para evitá-la... olhamos o homem alheio às atividades públicas não como alguém que cuida apenas de seu…

Plano de Curso de História - 1º Ano do Ensino Médio - 2012

PLANO DE CURSO
O atual plano de Curso serve de exemplo para os professores que desejam um modelo. Este plano, está dividido em 3 unidades, mas pode ser adaptado para 4 unidades. Os motivos desta divisão em três unidades está expresso na Regimento Escolar da Instituição de Ensino a qual pertenço.


Série: primeiro ano do ensino médio Disciplina: História Carga Horária: 80 horas Professor: Zevaldo Luiz Rodrigues de Sousa Ano de competência: 2012
I.Apresentação: Quando entendemos que a História é feita de versões e que um mesmo acontecimento pode ser contado de mil formas diferentes, entendemos que é preciso beber de várias fontes para fazer a diferença em qualquer área. O bom historiador deve agir como um detetive, juntando as mais diversas fontes para compor um fato histórico. Será preciso, portanto, fazer um esforço para que os alunos entendam que eles precisam ter consciência de que a História, matéria básica para o conhecimento humano, não é estática nem feita de verdades absolutas é essencia…

Exercícios de História Medieval: Do Feudalismo à Crise do Século XIV (Ensino Médio)

Sabendo que grande parte dos professores e estudantes buscam pelas soluções dos seus problemas na Internet, resolvi postar neste espaço alguns exercícios retirados de provas de vestibulares. Vale ressaltar que será muito mais importante, o professor modificar os exercícios de acordo com o que foi ensinado na sala de aula. Afinal de contas, cabe ao professor ter o conhecimento da realidade da turma que leciona.
Veja também: Exercícios de História Antiga: Grécia (Ensino Médio)Exercícios de História Antiga: Roma (Ensino Médio)Exercícios de História Moderna: Grandes Navegações (Ensino Médio)
Questões de ENEM e Vestibular
Questão 01. (Fatec-SP) Uma das características a ser reconhecida no feudalismo europeu é:
a) A economia do feudo era dinâmica, estando voltada para o comércio dos feudos vizinhos. b) A sociedade feudal era semelhante ao sistema de castas. c) As relações de produção eram escravocratas. d) Os ideais de honra e fidelidade vieram das instituições dos hunos. e) Os servos estavam preso…