Pular para o conteúdo principal

Turismo cultural em museus incentiva preservação da História da Bahia

Primeira capital do Brasil, Salvador acumula riquezas culturais e históricas em monumentos, praças e museus. Investir na preservação destes bens é resgatar a memória da cidade e pensar no futuro, em parte construído com os recursos do turismo que este patrimônio proporciona. O Museu de Arte da Bahia (MAB), no Corredor da Vitória, em Salvador, é o mais antigo do estado e um exemplo do cuidado em relação à memória.

Fundado em 1918 e um dos primeiros do Brasil, o museu possui acervo de grande valor artístico e histórico, que revela o passado de uma sociedade, o cotidiano e seus valores. O turista alemão Christian Dall se esforça para falar, em português, o que encontrou no MAB. “Eu descubro, visitando um museu, algo sobre a história, sobre os pensamentos e emoções dos artistas. Olhando o quadro, por exemplo, sempre pode se descobrir algo sobre a forma como pessoas viveram em séculos passados”.


Acervo
O MAB foi constituído, essencialmente, pela reunião de duas grandes coleções privadas, adquiridas pelo Estado - a de Jonathas Abbott e a de Góes Calmon. A partir de 1982, o Museu de Arte da Bahia foi transferido da antiga sede, em Nazaré, para o Palácio da Vitória, possibilitando ainda a realização de múltiplas atividades culturais, como exposições temporárias, cursos, ciclos de conferências, apresentações de recitais de música e exibição de filmes.

As instalações também são adequadas à exposição e valorização do acervo. Estudante de design de interiores, Marta Cardoso é frequentadora de museus para fazer pesquisas e como lazer. “Este museu, em especial, é muito bem cuidado. A iluminação é perfeita, tem cortinário e desumidificador. O visitante tem prazer de entrar no MAB”.

Exposição de brinquedos populares abre temporada de verão no MAB
Uma grande exposição de brinquedos está sendo montada no MAB. ‘Os brinquedos que moram nos sonhos – o brinquedo popular brasileiro’, da coleção do fotógrafo David Glat, tem curadoria do colecionador e da diretora do museu, Sylvia Athayde. A mostra pode ser apreciada a partir deste domingo (9), às 16h, inaugurando o ciclo da alta estação. O programa foi pensado para encantar crianças, adultos e idosos, pela força lúdica dos 1.500 brinquedos, que ficarão expostos até abril de 2013, e pela inventividade da criação popular.

As visitas ao museu podem ser feitas de terça a sexta-feira, das 13 às 19h, e nos finais de semana, das 14 às 19h. O espaço oferece visitas monitoradas e atividades de arte-educação. A mostra de brinquedos será dividida em seções temáticas como ‘A Sala de Brinquedos’, ‘A Sala dos sonhos’, ‘A Sala do Espetáculo, ‘A Sala do Medo’, ‘A Sala das Reciclagens’, ‘A Sala do Desafio’ e ‘A Sala das Representações’. Também haverá área das ‘Instalações Multitemáticas’, aproveitando a segmentação do espaço expositivo do museu.

Museu de Arte Moderna: História a céu aberto
Ao pé de uma ladeira íngreme de pedras irregulares, circundado por mangueiras imponentes, banhado pelas ondas do mar e premiado entre os mais bonitos por do sol em Salvador. É neste cartão postal chamado Solar do Unhão, que se encontra o Museu de Arte Moderna da Bahia (MAM-BA), considerado o principal espaço para a arte contemporânea do estado e um dos mais importantes do país, por onde circula um público aproximado de 200 mil pessoas por ano.

O Museu de Arte da Moderna da Bahia (MAM) foi projetado, na década de 60 pela arquiteta ítalo-brasileira Lina Bo Bardi, para a realização de oficinas artísticas e culturais que até hoje são promovidas. O local, um complexo chamado Solar do Unhão, possui acervo de obras de arte modernistas, contemporâneas, além de fotografias e uma sala permanente dedicada ao mestre Rubem Valentim, que será reaberta no dia 21 deste mês. No espaço, são oferecidas ainda exposições temporárias, com duração de aproximadamente dois meses, como a de Jorge Amado, encerrada recentemente. Outra atração é o parque de esculturas. Os visitantes também podem aproveitar o ambiente pitoresco de um café com vista para a Baía de Todos-os-Santos, instalado no prédio na época colonial.

Segundo a diretora do Museu de Arte Moderna da Bahia (MAM), Stella Carruzzo, aliar turismo e cultura é uma tendência no mundo todo. Não só a população local, mas as pessoas vêm de fora para conhecer aspectos importantes da cultura de um povo. “Eles procuram os museus. É importante, neste sentido, ter este pensamento de que os museus, que representam a cultura, são sempre aliados do turismo”.

Palavra de turista
Atuante na área do Comércio Exterior, a turista portuguesa Diana Marques reconhece, no MAM, características da sua cidade natal, Lisboa. “É minha primeira vez no Brasil e nós estudamos, nas escolas, a influência portuguesa nas colônias. Chegar aqui e ver, falar com as pessoas que sabem tanto, e ainda mais do que eu aprendi sobre a herança portuguesa, foi fantástico. Os edifícios, as fachadas são muito coloniais. Salvador lembra um pouco Lisboa. É bom estar longe e sentir esta influência, ver estes azulejos portugueses”.

Do Rio Grande do Sul, o arquiteto Fábio Caetano também se encantou com o lugar. “Encontrei um complexo, uma memória, um museu a céu aberto de parte da arquitetura do Brasil colônia e de diversos períodos da história. É importante a manutenção deste espaço, que mostra a casa grande, a igreja, faz parte da história do Brasil. Não tem como falar em Salvador sem falar da história do Brasil. Por isto é tão importante a manutenção deste espaço”.

Mostra Lina Bo Bardi
Atualmente o projeto original da arquiteta, que recuperou o Solar do Unhão e instalou o Museu de Arte Moderna da Bahia (MAM-BA), está representado em maquetes no local. É a Mostra de Maquetes Oficina Lina Bo Bardi, aberta ao público no MAM-BA desde o dia 30 de novembro. A visitação continua até 6 de janeiro de 2013, de terça a sexta, das 13 às 19h, e sábados, domingos e feriados, das 14 às 19h.

Uma maquete na escala de 1:100, produzida a partir do estudo das edificações do Conjunto Solar do Unhão, pode ser admirada. São retratados o Casarão – inclusive a escultórica escada helicoidal projetada por Lina, com encaixes feitos por meio de um sistema de travamento utilizado nos carros de boi –, o Galpão das Oficinas, que oferece há 32 anos cursos gratuitos de técnicas artísticas tradicionais, a Capela (utilizada atualmente como espaço expositivo) e o Pátio Unhão localizado no antigo cais.

Maquete produzida em oficina
A mostra é resultado da oficina ‘Exposição de capacitação em maquetes: recuperação do projeto arquitetônico de Lina Bo Bardi’, oferecida gratuitamente no MAM-BA, de março a maio deste ano, e ministrada pela doutora em arquitetura e urbanismo em Barcelona, Carla Zollinger. O curso foi destinado a estudantes de arquitetura, design de interiores, urbanismo e áreas afins.

A coordenadora do Núcleo de Arte-Educação do MAM, Roseli Amado, disse que as oficinas são voltadas para o público da cidade. “Aqui nós recebemos artistas, professores e estudantes. O galpão das oficinas com os cursos que são oferecidos, o nosso trabalho do Programa Intermediações, que oferece palestras, mesas redondas e debates para cada exposição, são gratuitas e abertas ao público. É natural que se encontrem artistas em outras partes de Salvador que tenham passado por aqui”.

Fonte: ASCOM - Governo do Estado da Bahia

Comentários

Top 5 da Semana

Exercícios de História Antiga: Roma (Ensino Médio)

Sabendo que grande parte dos professores e estudantes buscam pelas soluções dos seus problemas na Internet, resolvi postar neste espaço alguns exercícios retirados de provas de vestibulares. Vale ressaltar que será muito mais importante, o professor modificar os exercícios de acordo com o que foi ensinado na sala de aula. Afinal de contas, cabe ao professor ter o conhecimento da realidade da turma que leciona.
Veja também:
Exercícios de História Antiga: Grécia (Ensino Médio)Exercícios de História Moderna: Grandes Navegações (Ensino Médio)Exercícios de História da América Portuguesa e Espanhola (Ensino Médio)Questões DE ENEM e Vestibular 01. (UFAM – 2009) Tal como a história dos gregos, também a dos romanos começou pelo desenvolvimento de instituições políticas assentadas na cidade e elaboradas em benefício de uma comunidade de homens livres – os cidadãos – proprietários de terras e que reivindicavam a descendência direta dos fundadores de sua pátria. Em ambos os casos, estes cidadãos …

Exercícios de História Moderna - Grandes Navegações (Ensino Médio)

Sabendo que grande parte dos professores buscam pelas soluções dos seus problemas na Internet, resolvi colocar alguns exercícios neste Blog. Vale ressaltar que será muito mais importante, o professor modificar os exercícios de acordo com o que foi ensinado na sala de aula. Afinal de contas, cada um sabe qual é sua realidade.
Veja também:
Exercícios de História Antiga: Roma (Ensino Médio)Exercícios de História Antiga: Grécia (Ensino Médio)Exercícios de História da América Portuguesa e Espanhola (Ensino Médio)Questões DE ENEM e Vestibular 01. (UFAL) Ao contrário dos portugueses, que buscavam atingir as Índias contornando a costa africana, Colombo:
a) concentrou suas navegações na parte Leste, em busca de uma passagem Noroeste para as Índias. b) concentrou suas navegações na parte Norte da América, em busca de uma passagem ao Noroeste para o continente asiático; c) dirigiu-se para o Oeste em busca da passagem Sudeste para o continente asiático; d) Navegou pelo Oceano Atlântico em direção ao Can…

Exercícios de História Antiga - Grécia Clássica (Ensino Médio)

“Respeitemos mesmo as leis injustas para que os maus, tomando isso como exemplo, respeitem no futuro as leis justas, sem pretexto para desobedecê-las”. Sócrates
Sabendo que grande parte dos professores buscam pelas soluções dos seus problemas na Internet, resolvi colocar alguns exercícios neste Blog. Vale ressaltar que será muito mais importante, o professor modificar os exercícios de acordo com o que foi ensinado na sala de aula. Afinal de contas, cada um sabe qual é sua realidade.

Veja também:
Exercícios de História Antiga: Roma (Ensino Médio)Exercícios de História Moderna: Grandes Navegações (Ensino Médio)Exercícios de História da América Portuguesa e Espanhola (Ensino Médio)Questões DE ENEM e Vestibular 1. (FUVEST-SP) “Usamos a riqueza mais como uma oportunidade para agir que como um motivo de vanglória; entre nós não há vergonha na pobreza, mas a maior vergonha é não fazer o possível para evitá-la... olhamos o homem alheio às atividades públicas não como alguém que cuida apenas de seu…

Plano de Curso de História - 1º Ano do Ensino Médio - 2012

PLANO DE CURSO
O atual plano de Curso serve de exemplo para os professores que desejam um modelo. Este plano, está dividido em 3 unidades, mas pode ser adaptado para 4 unidades. Os motivos desta divisão em três unidades está expresso na Regimento Escolar da Instituição de Ensino a qual pertenço.


Série: primeiro ano do ensino médio Disciplina: História Carga Horária: 80 horas Professor: Zevaldo Luiz Rodrigues de Sousa Ano de competência: 2012
I.Apresentação: Quando entendemos que a História é feita de versões e que um mesmo acontecimento pode ser contado de mil formas diferentes, entendemos que é preciso beber de várias fontes para fazer a diferença em qualquer área. O bom historiador deve agir como um detetive, juntando as mais diversas fontes para compor um fato histórico. Será preciso, portanto, fazer um esforço para que os alunos entendam que eles precisam ter consciência de que a História, matéria básica para o conhecimento humano, não é estática nem feita de verdades absolutas é essencia…

Exercícios de História Medieval: Do Feudalismo à Crise do Século XIV (Ensino Médio)

Sabendo que grande parte dos professores e estudantes buscam pelas soluções dos seus problemas na Internet, resolvi postar neste espaço alguns exercícios retirados de provas de vestibulares. Vale ressaltar que será muito mais importante, o professor modificar os exercícios de acordo com o que foi ensinado na sala de aula. Afinal de contas, cabe ao professor ter o conhecimento da realidade da turma que leciona.
Veja também: Exercícios de História Antiga: Grécia (Ensino Médio)Exercícios de História Antiga: Roma (Ensino Médio)Exercícios de História Moderna: Grandes Navegações (Ensino Médio)
Questões de ENEM e Vestibular
Questão 01. (Fatec-SP) Uma das características a ser reconhecida no feudalismo europeu é:
a) A economia do feudo era dinâmica, estando voltada para o comércio dos feudos vizinhos. b) A sociedade feudal era semelhante ao sistema de castas. c) As relações de produção eram escravocratas. d) Os ideais de honra e fidelidade vieram das instituições dos hunos. e) Os servos estavam preso…